Advogado do falecido cantor João Paulo já está sendo consultado para cuidar do caso de Cristiano Araújo

O advogado Edilberto Acácio da Silva, que promove ação indenizatória contra a BMW em decorrência da morte do famoso cantor sertanejo João Paulo poderá ser contrato para cuidar também do acidente que vitimou o cantor Cristiano Araújo e sua namorada Allana Moraes.

Indagado sobre os fatos, o Dr. Acácio disse o seguinte:  lamentavelmente esse caso é muito parecido com o que ocorreu com o João Paulo que também vinha de um show e desde o início do processo alegamos que o BMW  teve um problema no pneu que “estourou”.

No caso do Cristiano, já fomos consultados e estamos analisando a priori  as circunstâncias que podem ter gerado o acidente. Estão dizendo que as rodas não eram as originais e que foram substituídas por outras.

Soubemos também que um técnico do automóvel Land Rover que é fabricado na Inglaterra já iria fazer uma avaliação no veículo e o delegado que está cuidando do caso também fará a segunda perícia para ver a questão das rodas.  Só que em nossa opinião erros gritantes já estão sendo cometidos.  Primeiro eu obviamente jamais iria permitir que um técnico da Land Rover tivesse acesso ao veículo.  Segundo, esse carro é de tecnologia muito avançada e o delegado que cuida do caso não terá um perito com especialidade apurada para avaliar com segurança as causas geradoras do acidente.  Se a perícia já foi feita, com certeza ela não terá muito peso num processo indenizatório e outra será feita. No caso do cantor João Paulo que faleceu em setembro de 1997, os técnicos e o exército de advogados da BMW estiveram no local no dia do acidente e acompanharam a confecção do Laudo Pericial do Instituto de Criminalística, fornecendo aos peritos todas as informações, dados e todo esse quadro sob o peso e influência do nome BMW.   Enquanto tudo era preparado e efetuado, a esposa e única filha do João Paulo, Roseni e a Jéssica que só tinha 5 anos na época, choravam e assim, imagina o resultado desse laudo pericial…?  Apontaram que o João Paulo foi o culpado!  A primeira sentença na ação indenizatória nós perdemos, pois o juiz tomou por base esse laudo pericial do Instituto de Criminalística.

Recorremos e conseguimos anular no Tribunal de Justiça de São Paulo a sentença pois o laudo do IC não foi feito sob o princípio do contraditório.   Na sequência, o juiz nomeou o seu perito de confiança e com experiência,  nós nomeamos o nosso e a BMW  também e o resultado foi que o perito do juiz concluiu que o pneu do BMW  “estourou” como dissemos desde o início,  e assim a ação foi julgada procedente. Temos um caso também que descartamos totalmente a conclusão do Laudo Pericial do Instituto de Criminalística, pois foi feito na correria enquanto Vanessa esposa e Andressa filha do cantor Claudinho da dupla Claudinho & Buchecha também choravam a morte.

Nesse processo requeremos outra perícia e o juiz determinou e assim revertemos o quadro e ganhamos o processo que foi promovido contra a Rodovia Nova Dutra em decorrência da existência de uma árvore rente a pista na qual o carro chocou . No caso do cantor Cristiano nós indagamos:  por que tanta correria?  Por que permitir que um técnico da Land Rover tenha acesso a “caixa preta” do veículo? Por que esse veículo ainda se encontra no posto da Polícia Rodoviária Federal de Morrinhos e as rodas na Polícia Civil?  Esse carro tem que ser retirado de lá com urgência e colocado numa garagem para ser preservado na íntegra, inclusive as rodas e os pneus pois todos esses componentes tem que permanecer íntegros.

Pergunto ainda:  e se um pneu estourou e foi a causa do acidente? Tudo isso seria apurado 100% com exatidão numa futura perícia com técnicos gabaritados de cada parte, inclusive o que seria nomeado pelo juiz e não nessa correria que estão divulgando.    Indagado sobre como deve ser o procedimento o Dr. Acácio afirma: esse momento é muito doloroso para a família e o mais valioso lamentavelmente Deus já levou, que foi o Cristiano e a Allana.  Não estamos aqui jamais questionando valores de indenização, só que os dois filhos do Cristiano e os pais dele e da Allana podem entrar com uma ação indenizatória para que amanhã outros inocentes não venham a morrer de forma trágica como ocorreu.

Fonte Jornal JFP





Comentários

Facebook